02/02/2015

Capitulo 7 - Escolha Perfeita

Resultado de imagem para lali esposito BEIJANDO  gif

Rebecka Ross P.O.V
- ACORDA MULHER! - Ouvi uma voz me gritar enquanto eu estava em um sonho na minha casa e na minha confortável cama
- CARALHO DEIXA EU DORMIR - falei ainda não abrindo o olho
- Acorda mana! - era o Ryan?
- Você não esta me acordando! - falei não acreditando naquele ato absurdo -  Você quer que eu te mande de volta pro USA? - falei me sentando na cama com a maior cara de bunda
- Todo mundo já tentou acordar você, você dormiu igual pedra ai e falta cinco minutos pra primeira aula  - senti meu corpo no sistema simpático pular da cama e correr para meu armário em busca do meu uniforme
Ele me esperou do lado de fora e eu me arrumei feito vento

- Você não pode estar aqui garoto! - ouvi uma voz feminina no corredor 

- Calma gatinhas - ele disse e eu sabia que ia dar merda

- GAROTOS NÃO ENTRAM NESSA ALA - era a monitora - DE CASTIGO, QUATRO DIAS DEPOIS DA AULA 

- Mas eu só vim chamar minha amiga - ele disse e eu apareci na porta correndo puxado seu braço, vi olhares em nós, mas logo sumimos de seus alcance de visão.
Chegamos na porta da sala e sim o professor já estava la dentro, se ele deixou entrarmos? Não.
Precisamos ficar no saguão até a próxima aula e ganhamos advertência. Se meu pai soubesse estava ferrada. 
- Meu primeiro dia de aula e já estou me dando bem - Ryan falou rindo e eu ri também
- Não foi sua culpa, eu que me atrasei, você só tentou ajudar - dei ombros o fazendo ri
-To nem ai, to aqui pelo Justin não pelos estudos - ri alto, ele não valia nada mesmo
- Quando eu tiver formado, trabalhando e rica, eu não vou te dar abrigo - falei e ele fez cara triste
- Pensei que irmãos serviam pra isso - fez drama 
- Tenho cara de idiota pra ficar trabalhando e te sustentando? - perguntei colocando a mão em minha cintura. Sua cara entregava sua resposta então eu bufei.  - Não precisa responder.
- O que vocês estão fazendo aqui? Não deveriam estar na aula? - fomos interrompidos pela diretora Magali.
- É que chegamos atrasados, agora temos que espera - falei e ela nos olhou brava e eu me pus atrás de Ryan.
- Você anda fazendo muita bagunça, hein senhorita Ross? Cuidado com castigo - ela falou me olhando profundamente me lembrando do castigo da Austrália. Se virou para Ryan e disse:
- E você - ele se cagou - Logo no primeiro dia? - perguntou autoritária
- Eu não conheço muito bem a escola, eu apenas atrasei me desculpa - ele falou fingindo estar arrependido e ela suspirou alto
- Tudo bem, só não façam isso novamente - assentimos com a cabeça e ela saiu resmungando - Americanos...
Que mulher chata...
Andamos até o jardim, que estava com um vento muito fresco e sentamos na grama.
- Justin me contou sobre vocês ontem - fingi que não escutei, mas Ryan era chato e me empurrou com o ombro fazendo aquela cara de divertimento - atrevida - revirei os olhos
- Aquela vadia da Tiffany mereceu - dei ombros emburrada e ele riu
- Barraqueira - disse
- Sou mesmo - concordei
- E você e o Justin - ignorei novamente - Como estão? - senti minha barriga passar um cala frio repentino e eu cocei a garganta

- Não temos nada

- Nem amizade? Me conta rápido que não tenho paciência

- Desculpa senhor estressado

- O que acha dele?

- Ele mandou vir me perguntar isso? - joguei verde

- Obvio, que interesse eu tenho em saber o que você acha de Bieber - ele entregou o jogo me fazendo gargalhar

- Ele é legal - tentei não falar muito
- Qual é! Pode falar comigo, mana - insistiu. Cara chato.
- Ryan, eu to muito confusa sobre isso, ele fala uma coisa, então a gente fica de boa, depois surge uma briga e eu acabo mim sentido mal por ter acreditado nele - expliquei e ele me olhava atento
- Mas ele não mente, ele gosta mesmo de você, por que não da uma chance? - gargalhei
- Não sinto o mesmo, a gente briga muito, ele te humilhou por ter ficado comigo, ele me humilhou, ou melhor tentou. Ao mesmo tempo que ele é fofo ele é grosso, quando ele ta comigo, está com outra também, ele fala que gosta de mim, depois que me odeia, isso fica martelando na minha cabeça e me deixa puta - respirei fundo - Quando ele ta comigo, tipo no dia que a gente se abraçou no corredor, cara eu me senti muito bem - dei um sorriso - Depois ele me xinga e eu xingo ele, então ele ficando encima na Tiffany.

- Vacilão - Ryan disse balançando a cabeça

 - Você não sabe o que eu ouvi aquela vadia falar - ele me olhou curioso

- Então fala porra - disse impaciente. Não nega que é amigo de Bieber. 

- Ela disse que iria usar o Justin como meio para fazer ciumes no Zayn - o olhar de Ryan era de divertimento, ele amava uma treta - Eles são ex namorados e ela acha que ele ainda a ama, mas eu acho que não, por que ele fala mal dela comigo, então tenho certeza que ela ainda gosta dele.
- Você tem que fazer uma escolha, mas a Tiffany, Justin só ta conhecendo ela, tentando te esquecer, ele não vai ficar na sua cola pra sempre, uma hora a vida segue - quando alguém falava isso eu ficava puta, eu gostava de Bieber gostando de mim.
- Mas ele fica sorrindo pra ela, abraçando ela antes da aula, ele ficou com ela um dia desses - falei inconformada
- Ta com ciúmes, Becky? - provocou
- QUE? - engasguei com minha própria saliva. - Claro que não - enguei firme -Que ideia é essa Ryan? Bebeu? Por que teria ciumes desse idiota? - me alterei. Odeio esses assuntos.
- Para de gritar, você ta com ciumes sim - lhe acertei um tapa forte no braço - vocês já podem se casar - acertei outro
- Para com esse assunto por favor, ta desconfortável - pedi antes que brigasse com ele 
- Voces se amam - disse cutucando meu pescoço
- Nos odiamos - bati em sua mão para que ele parasse
- O amor e ódio caminham juntos 
- Só na sua cabeça - falei serena e ele sentiu o clima
-  É serio! Tentam conversar e chegar em alguma coisa
- Nós estamos de boa, Ryan - eu já tava de saco cheio desse assunto
- Melhor assim então, mas não briguem - avisou
- Se ele cooperar não vamos - bufei
- Vou falar com ele sobre isso - o olhei estranho
Conversamos por um tempo e depois sobre outros assuntos até mesmo sobre a vida dele, logo voltamos pra dentro até a sala e Zayn estava vindo em minha direção com um outro cara em seu lado
- Ei gata  - ele falou beijando minha bochecha e olhando em volta para ver se não havia monitora e ouvi Ryan resmungar alguma coisa. Ciumento.
- Esse aqui é meu melhor amigo, Ryan - falei o apresentando
- E esse aqui é meu melhor amigo, Niall - ele falou me apresentando aquele branco, dos olhos claro, loiro e BEM atraente. 

O escola abençoada!
- Prazer Niall - falei pegando em sua mão 
- Prazer só na cama gata - ele falou e deu uma piscadela e eu ri. Esses garotos só pagavam de santo, pelo visto santo aqui é só Jesus mesmo.
- Parou com a palhaçada com  minha irma - Ryan falou me puxando para perto dele
- Só que agora eu vou levar sua irma por que ela tem aula comigo - Zayn falou se virando pra mim
Olhei no horário e sim, eu tinha. CARALHO! Justin era da mesma sala que a gente.
Ryan contorceu o nariz e saiu emburrado, eu e Zayn começamos a caminhar e ele passou seus braços em meu ombro e logo tirou com o olhar da monitora.

- Desculpa - disse se distanciando de mim 
- Como ficou ontem? - perguntou
- Bem, Justin cuidou de mim - ele revirou os olhos e bufou
- hum - fez pouco caso
- E a Tiffany?
- Ela ficou tão machucada que não veio na aula hoje - eu ri alto. Bem feito.
- Tomara que ela fique longe por mais tempo - falei sendo sínica e ele riu comigo. Topamos com Justin que nos olhava sério com o maxilar travado e ainda por cima entrou pra sala sem me cumprimentar. Serio? 

Entrei na sala me distanciando de Zayn que estranhou o ato, mas não dei satisfação. Justin não me olhava e permanecia sério  com aquele maxilar travado o deixando completamente sexy junto aquela pose Bad Boy. Pera o que? Ta delirando Rebecka?
O professor falou que eramos para formar grupos de 4, então Zayn me chamou para fazer parte de seu grupo, que seria eu, ele e Melly e faltava alguém, então pensei em Justin.
- Justin quer fazer com a gente? - me virei pra ele
- Não - foi seco
- Ah para com isso! - fiz um pouco de caso, por que eu fiquei com dó, ele faria com um pessoal fodido - vem - peguei sua mão e o puxei para perto de nós, vi o olhar de Zayn irritado e Justin um com um sorriso sínico nos lábios.

 Esses dois ainda se matam.
- Vamos dividir as tarefas - Zayn tomou a frente - Eu faço com o a Becky e Justin com a Melly -  sugeriu, então Justin bufou com raiva e se levantou.
- Ou você faz com a Melly e eu com a Becky - falou e eu já vi onde isso ia dar.
- Ou a gente para por aqui pra todo mundo não tomar no cu depois - falei sendo grossa
- Vamos dividir nada, todos vamos pesquisar juntos - Melly disse me dando uma ajuda e todos assentiram, eles não satisfeitos, mas era o que tinha pra eles.
Enquanto pesquisava algumas coisas no computador, Zayn estava passando a limpo um texto, Justin ajudava Melly a tirar os parágrafos mais importantes que precisávamos do livro.
- Alguém pega o livro pra mim? - pedi aos meninos
Eu não intendi muito bem, mas os dois competiram pra quem trazia o livro pra mim, eu achei ridículo! 

- Vocês dois estão igual crianças - peguei o livro irritada e voltei a fazer o que eu estava fazendo

Ao longo  do trabalho eles ficavam discutindo quem fazia as coisas pra mim.
- Deixa que eu levo o caderno - Justin falou tentando tomar da mão de Zayn
- Eu peguei eu levo - Zayn disse entre os dentes
- CHEGA - gritei dando um basta - caralho que criancice, que porra mesmo! - falei pegando meu caderno e saindo da sala de pesquisa.
- Espera Becky - Justin disse chegando perto de mim 
- O que foi? Vai competir em quem chega mais perto de mim também? CRESCE! - Fui rude, mas foi preciso.
- Desculpa - falou suspirando alto
- Você ta agindo feito idiota sabia? - perguntei fazendo seu olhar ficar perverso.
- Ah, ele não né? - riu debochado
- Não é isso... - ele me interrompeu
- É isso sim! Então fica com ele ai - ele falou e subiu as escadas com raiva e eu tombei minha cabeça para trás. O que eu fiz pra merecer isso?
QUE ÓDIO!
- Justin volta aqui - corri atrás dele e ele fingiu que nem ouviu - Para Justin! - puxei seu braço e o fiz me encarar.
- O que você quer? - falou ríspido
- Ele ta sendo mais ridículo ainda, gostou? - perguntei sarcástica sobre seu ciumes pelo Zayn.
- Sim - eu ri e ele não conteve, acabou rindo também
- Você fica com ciumes de qualquer pessoa, poxa - falei e ele negou com a cabeça
- Não tenho ciumes de você, é medo de perder - Aquela voz rouca ecoou e uma corrente elétrica passou pelo meu corpo.
- Mas você não me tem para me "perder" - quando falei já era tarde
- Não ainda. - ele parecia ter certeza em sua voz, como ele tinha tanta coragem pra aguentar esse lixo de pessoa que eu sou?
- Não tenha certeza – falei o olhando serio e ele permaneceu com o mesmo semblante, aquele bem confiante.
- Você parece ter medo – ele chegou mais perto e eu andei mais rápido chocando minhas costas em algo solido, uma pilastra.
- Medo? Você está iludido, Justin. Ta virando doença – ele me prensou na parede sem medo com segurança de seu ato e se aproximou mais ainda. 
- Então fala pra mim - sua rouquidão me paralisou - Quando eu encosto em você não sente nada? Fala que quando eu chego perto do seu pescoço – ele beijou meu pescoço e me arrepiei dos pés á cabeça - você não arrepia – ele me olhou divertido e eu decidi me colocar no meu lugar
- É por que eu tenho hormônios e sou um ser humano – falei firme tentando sair
- Resposta errada - suas mãos estavam a cada lado do meu corpo, pouco acima dos meus ombros me encurralando na parede - É por que você gosta, sente, e se sente segura nos meus braços – ri pelo nariz e ele não se moveu.
- Você ta viajando - revirei os olhos sorrindo.
- Em você – completou e antes que eu pudesse falar alguma coisa ele colou nossos lábios e me prensou com mais força na parede. Não posso negar que esse garoto era um perigo e meu corpo gritava por sim.

Enterrei minhas mãos em seus cabelos e o puxei mais pra mim. Eu não sei o que aconteceu, mas eu queria ele ali comigo e suas lábios me fazia sentir algo inacreditável. Naquele momento eu queria que ele não me soltasse, ele me apertava contra seu corpo e eu sentia um raio de sentimentos passar pelo meu, nossas línguas dançavam em uma perfeita sincronia, explorando toda dimensão da dele, enquanto a dele chupada meus lábios de uma forma excitante. Estávamos com tanto folego que não paramos até que...
- Olha o que temos aqui!
Continua??????

3 comentários

  1. Ah, Logo agora que estava ficando bom!
    Continua Viu?
    Ta muito bom!
    Beijos :*

    ResponderExcluir
  2. Ain caraí Continuua hsushsushu mds que emocaooooo eles tenque ficarem juntos logoooo hausus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah e Continuua o outro imagine tbem pfvr ela é tao pfta e vc falo que tah acabando então Continuua ?

      Excluir