19/11/2015

Capitulo 39 - Escolha Perfeita

     


                 

Becky Pov.

Meus olhos já estavam inchados, todos ao redor chorando, e eu estava sem forças, apoiada aos braços de Justin. Por que ela tinha que morrer? Ela estava tão bem, sorridente, feliz. E Vem a vida e tira toda sua liberdade? 

                                  

Aquele tanto de gente, de preto me deixava mais abalada ainda, seus pais quase morrendo em dor, todos chorando. Ryan, Justin, eu, Melly, Magali, Chaz... Todos.
Olhei para Chris que estava com a cabeça baixa ao tumulo de Ceci, chorando horrores, eu queria lembrar dela, saudável, quando a conheci, lagrimas escorreram em meu ombro e olhei para Justin e ele estava chorando, um choro de dor.

- Eu gostava muito dela - fitou o chão
-Todos nós, amor.

Melly de mãos dadas com Ryan, foi até o tumulo e colocou uma foto de nós três e uma rosa, incrivelmente vermelha, semelhante ao sangue. Meus olhos já estavam secos, mas a tristeza no meu rosto era vidente.
- Ela vai fazer tanta falta - abracei Melly que chorou no meu ombro, e não aguentei, acabei chorando junto com ela.
- Ela está em um lugar melhor, tenho certeza disso - disse tentando me acalmar e acalmar ela.
Um vento frio nos rodeou e eu senti uma presença boa perto de mim, e me arrepiei, sorri meio choro, e Melly me olhou
- Sentiu o mesmo que eu? - ela chorou em alegria.
- Sim - sorri limpando minhas lagrimas.

Era Ela, ela nos mostrando que estava tudo bem com ela. Era a Ceci.



O tempo foi se passando, e Melly fez um discurso maravilhoso

"Tudo tem o seu tempo determinado e há tempo para todo propósito debaixo do céu. Há tempo de nascer e tempo de morrer. Tempo de rir e tempo de chorar;
Tempo de abraçar e tempo de afastar-se. Precisamos ser fortes e acreditar que tudo tem um sentido, por mais que não consigamos compreender. Já que às vezes o caminho que escolhemos para fugir do nosso destino é justamente o que nos leva até ele.”
Querida amiga, parceira e irmã, Ceci
Eu queria ter as palavras certas para fazer estancar às minhas lágrimas e as daqueles que aprenderam a amar o amigo que ora parte; Eu queria ter a fórmula que fizesse aplacar a falta que você nos faz, que preenchesse esse vazio que faz parecer que nossa dor será infinita;Espero que mesmo diante da distância que nos separou, tudo possa continuar da mesma maneira. Que as boas lembranças de nossa amizade, não tenham se apagado.
Foram tantas as lembranças, tantas as brincadeiras. Mas na vida é assim, tudo fica na lembrança. Poucos se lembram das coisas boas da vida, que é uma amizade sincera. Podemos dizer que são poucas as amizades de verdade. Tudo mudou, e os tempos são outros. Mas você, meu amigo, ficou na memória para sempre. Foi especial de tal forma que, deixa as lembranças sangrarem como uma ferida que não se cura.

Foram os bons momentos de nossa infância que nos deixaram saudades, e continuará deixando até que voltemos ao pó. Sua face em minha mente ficou, para sempre guardarei tudo o que passou. O tempo pode nos trazer a idade, e com ela vem às vezes o esquecimento. Tenho certeza de que em algum lugar ficará guardado o nosso tempo, mesmo que seja como um sonho vivido.
Que seja eterna e verdadeira... a nossa eterna amizade!"

me acalmei quando ouvi sua voz dizer tantas coisas lindas, eu vou me lembrar de Ceci viva, não morta, vou lembrar de seu sorriso, cada momento nosso. Ela sempre vai ser especial. Sempre.

Eu e Melly assinamos uma foto zuada nossa no quarto e colocamos com Ceci, para ela sempre se lembrar que teve as melhores amigas que alguém pode ter, que nós amamos ela muito. e logo depois, joguei varias flores. Ela amava.

Descanse em Paz, meu amor - pensei entre lagrimas.

           


*1 ano depois *

Todos de becas, todos chorando, todos se entreolhando, orgulhosos por ter chegado até aqui, ao meu lado direito estava Justin, e ao meu esquerdo Ryan, nossos pais na plateia nos olhava orgulhosos, sorridentes, alias todos estavam.


- " Boa noite a todos! É com alegria que saúdo aos aqui presentes: autoridades, professores, funcionários, familiares, amigos e, principalmente, formandos da STUDIO CAMBRIDGE.  - Magali começou com seu discurso - Ao contrário do que possa parecer, esta não é apenas mais uma noite. Ela é especial. Sim, é uma noite para ser inscrita na memória de muitos. A começar pela do que vos fala. Apesar do pouco tempo de “casa”, esta Escola já me é cara por tudo o que representa. Mais do que um local de trabalho, é o espaço onde tenho criado vínculos de respeito e de afeto. Um espaço privilegiado de “trocas”, onde mais do que ensinar, aprendo com cada aluno e com cada aluna. Aprendo com as diferenças. Aprendo com os mais jovens e o mais velhos. Com os que já são pais e com os que apenas filhos são. Aprendo com o sorriso franco e aberto, mas também com o semblante flagrantemente triste e preocupado. Aprendo com o que, aparentemente, aprende, mas também com o que parece não aprender. Aprendo com os quietos e com os inquietos. 


            Uma Formatura é mais do que um mero cerimonial. Especialmente uma Formatura como esta. É a prova de que somos positivamente teimosos. Teimamos em resistir aos incessantes apelos da vida para que desistamos. Teimamos em nadar contra a maré, contra o descaso de alguns entes públicos, contra a desigualdade de renda e de oportunidades, contra a exclusão e o preconceito. Teimamos em lutar contra as intempéries, contra o desânimo, contra o cansaço físico e da alma. Teimamos em aprender, apesar dos equívocos metodológicos e da falta de recursos mínimos para uma aula de qualidade. Teimamos em provar que na “periferia” também se aprende.


            Olhem para cada formando nesta noite. Não são “ilhas”. O sucesso deles é, também, o sucesso da Escola e da família, por exemplo. Parabéns a todos os que apoiaram, mesmo que indiretamente, o projeto de vida destes alunos. Aos que viam com desconfiança o esforço dos formandos, fica a lição: é necessário acreditar!


            Finalmente, lembro que a Formatura não é o “fim da linha”, mas tão-somente o início de novos desafios. O mundo está a exigir, cada vez mais, homens e mulheres que sejam competitivos, prontos para o trabalho, dispostos a aprender. Exige-se não apenas competências e habilidades mas, acima de tudo, ética, respeito, compromisso com a verdade, honestidade e responsabilidade. Espero, assim como todos os demais profissionais desta Escola, ter contribuído na formação não apenas intelectual destes formandos mas, principalmente, no preparo de verdadeiros cidadãos, comprometidos com o tempo e espaço coletivos, voltados para construção de uma sociedade menos injusta e mais fraterna. Feliz Natal a todos e um excelente 2015. Muito obrigado! "

- Não acredito que o grande dia chegou - Ryan disse e eu apertei mais seu braço sorrindo.
- Nem eu - suspirei e todos estavam com seus diplomas nas mãos e nos abraçamos.

todo o terceiro ano e começamos a gritar.
- Uh TERCEIRO ANO, UH TERCEIRO ANO, UH TERCEIRO ANO, UH TERCEIRO ANO acabou... Acabou... 

               

Todos aplaudiram de pé a nossa vitoria. 

Abracei Justin e logo depois veio Melly, Ryan, Chris, Chaz.

- Foi os melhores anos da minha vida - Chaz disse e como ele era branco feito uma nuvem, ele estava vermelho.
- CHORA CHAZ - gritei e todos começaram também
- CHORA CHAZ, CHORA CHAZ, CHORA CHAZ, CHORA CHAZ, chorou... - ele me abraçou
-Becky,Vaca desmamada, olha o que você fez comigo - ele disse me apertando forte e todos riram 

- Eu quero falar uma coisa pra vocês... - falei e eles mantiveram seus olhares em mim - Eu achei no começo que isso aqui seria a pior merda da minha vida, que seria um saco, mas foi tudo diferente, eu reclamei mas agora quero que volta no dia que eu cheguei, no dia que conheci todos vocês, nunca pensei que ia me apaixonar por Justin, terminar minha jornada com ele e meu irmão, não achava que iria fazer duas melhores amigas, e iria encontrar dois melhores amigos, tivemos problemas, tivemos brigas, perdemos uma das pessoas mais importante nas nossas vidas, tivemos tudo, mas nada vai estragar essa barreira que temos... Uns vai estudar em outros lugares vamos no separar por um tempo, mas sie que vamos nos reencontrar novamente, amizade igual a nossa não vai acabar por uma simples faculdade, uma nova vida, sabem que eu sou sentimental, prometem pra mim que isso não vai acabar - falei chorando e eles acharam fofo me Chris me levantou no ar e todos riram

               

- Nós prometemos - falaram em um coro e Justin selou nossos lábios.


[...]

Todos estavam reunidos no meu quartinho com o Justin e Chaz já ia sentar na cama porem me perguntou
- Já transaram aqui? - perguntou com nojo apontando para cama.
- Muitas vezes - falei e ele saiu de perto correndo, fazendo todos rirem 
- Estão prontos? - todos com a Carta com a Faculdade que foi aprovado nas mãos, e agora nossos olhares estavam sérios e ansiosos
- AGORA - Melly gritou e todos abriram e nos olhamos 
- Harvard University - Quase gritei ao olhar e todos sorriram e vieram até mim e gritaram ao verem
que era realmente isso - E vocês?
- Stanford University - Melly disse sorrindo.
- Stanford University - Chris disse e eles se abraçaram.
- Princeton University - Chaz disse sorrindo. 
Columbia University - Ryan disse sorrindo.

Todos olhavam para Justin, esperando sua resposta, ele parecia tão triste.

- Amor? Qual a sua faculdade? - perguntei engolindo seco.

University of Cambridge - ele disse nervoso e triste.

- E isso é ruim? é uma ótima faculdade meu deus - disse sorrindo para ele.
- Becky, mas é aqui na Inglaterra, todos vocês vão fazer nos Estados Unidos, todos vocês, menos eu.
- Não é tão ruim, vamos vim aqui, claro que vamos.
- Você sabe que não vai ser a mesma coisa, nem entre nós dois.
- Temos ainda três meses para curtir, tudo vai dar certo - Ryan disse e todos se entreolharam.
- Não fica assim, vamos dar um jeito, sempre damos.
- Vamos - Justin sorriu e me deixou mais tranquila.

[...]

Ficamos todos juntos, o final de semana todo, piscina, trotes, diversão, risadas, alegrias, sorrisos, amor. Foi um dos melhores, ainda mais na hora que fomos ao tumulo da Ceci, todos juntos, e cantamos a musica que ela mais gostava, e ficamos sentados lá, lembrando dos melhores momentos que tínhamos com ela. E como ela daria tudo para estar aqui conosco. 

Segunda Feira, 9 horas da manhã, todos se entreolhando, com as malas nas mãos, sem saber o que falar, ou fazer.

- Então é isso?Acabou? - Chris disse
- Acabou - Ryan suspirou 
- Ninguem ouse sair do grupo do Whatsapp - falei e todos assentiram.
- Ferias todos juntos? - Melly perguntou para confirmar e todos assentiram.
- Preparados para largar tudo isso? - Magali chegou 
- De verdade? Não... - Justin disse.
- Estou orgulhosa de todos vocês, principalmente de vocês dois - se virou para mim e  Justin - eu disse que formaria vocês, que mostraria quem realmente vocês são, e vocês conseguiram. Agora vão começar uma nova etapa da vida de vocês, tenho certeza que será difícil no começo, mas vão se acostumar e encontrarem o caminho de vocês, foi ótimo ter vocês aqui, terceiro ano mais atrevido e difícil que já tivemos, mas os mais especiais - Sei que ainda vão entrar pela aquela porta novamente e vão se reencontrar, sei que vão, vocês sempre vão ser unidos, e amigos, tudo vai dar certo meu amores, eu sei que vai  - a abraçamos retribuindo nosso carinho.

- Obrigada por tudo Magali - Disse e ela me abraçou individualmente e assim fez com todos.
- Precisamos ir - falei a Justin e meu choro estava garrado na garganta.
- Eu amo vocês - falei e voltei novamente para eles e os abracei e Justin foi fazendo a mesma coisa.
- Te amo Pequena, obrigada por existir na minha vida - Justin disse a Melly 
- Chaz, quero que me apresenta sua namorada, se você arrumar uma - falei e todos riram 
- Sou de todas amor 
- Vai acabar virando gay
- TA AMARRADO EM NOME DE CRISTO - fez a cruz.

Risadas que vão fazer falta. 

- Uma vez juntos, sempre juntos - Justin disse a abraçou Chaz e Chris e Ryan.
- A gente ta muito gay - Chris disse fazendo todos rirem alto.
- Ninguem ta vendo mozão, todos sabem que temos um caso - Justin disse no ouvido dele e ele estranhou saindo de perto fazendo uma careta.

Ri alto.

- Agora é serio galera, precisamos ir mesmo não querendo.
- Nos vemos - Chaz sorriu
- Nos vemos - Justin sorriu e pegou minha mão e nos viramos saindo pela grande porta de madeira e descemos as escadas e colocamos as malas dentro do carro. E Entramos, seguindo direto para o aeroporto.

- Vai ser o verão mais tenso das nossas vidas - Justin disse 
- E o que vamos aproveitar enquanto estamos perto um do outro.
- E o que vai ser depois?


CONTINUAAAAAAAAAAAAAAA?

                       

                                        CONTINUAAAAAAAAAAAAAA?
                                           + 5 COMENTÁRIOS?????
                                      SEGUEM O BLOG POR FAVOR
                                  Conversem comigoooo na minha ask.
                                                    MINHA ASK





8 comentários

  1. Continua !! e adorei a História!!...... e.......... Divulga meu Blog??

    http://www.imaginesdobiebercommtoswag.blogspot.com.br/

    Obrigada!!! Bjo <3

    ResponderExcluir
  2. Aceito afiliação sim, é só colocar o meu Blog que em seguida coloco o seu
    link: imaginebrazilibers.blogspot.com " Imagine Belieber "

    ResponderExcluir