09/02/2017

Nobody Sees: Capitulo 12 - Eu não gosto de você

Imagem relacionada

LEIA AS NOTAS FINAIS!

Skylar Mayer P.O.V

- Não? - ele arqueou as sobrancelhas e segurou meus braços com uma força assustadora, e colou nossos lábios com força e estava focado em não tirar de la.
 Estava tão macio, porém eu não seria frágil nessas horas, eu não o beijaria, ele ficava tentando morder e aprofundar, mas eu me rebatia e não deixava sair daquilo, ele estava nervoso.
 - PARA - falei acertando um tapa em cheio em seu rosto e sai de seu colo, vi seu corpo vir que nem uma fera pra cima de mim e eu esquivei e o distanciei de mim. - QUANDO EU FALAR NÃO É NÃO - apontei para ele
 - VOCÊ NÃO MANDA EM MIM - ele gritou pra mim - VOCÊ NÃO VAI BRINCAR COMIGO - ele disse rígido extremamente bravo.
 - É exatamente o que eu vou fazer - rebati no mesmo tom e ele coçou o rosto calado – Achou que eu estava brincando quando disse que te torturaria? - conclui abaixando meu tom
 - Você tem que aprender quem manda aqui - ele disse vindo e me prensando na parede da escada
  - Vai me bater? Espancar? Eu vou me lembrar e vou continuar te tratando como um merda, por que é isso que você é, então acho melhor você me matar, por que assim eu sumo de uma vez por todas e não te encho mais - disse com ele próximo a mim.


 - Está desistindo fácil assim? - provocou com maldade
 - Não é o que você quer pra me deixar em paz? Parecer que você controla a situação? Estou te dando essa opção - fui franca por que eu estava cansada de joguinhos, eu prefiro que ele some de uma vez e não volte para me infernizar por que só isso que ele faz.
 - Skylar - ele disse apertando minha coxa e eu continuei séria - Sabe qual seu problema? - Sinalizei uma interrogação e ele continuou - Achar que eu quero você por jogo, sendo que o jogo que a gente fazia eu venci - deu uma pausa com minha expressão de contradição - Você mexeu com bandido errado garota, entrou pra festa agora dança, você é minha até que eu dizer que não, eu quero seu corpo quando eu quiser e eu vou ter quando eu quiser
 - Você passou de formiga para verme, Justin a única coisa que tem em mim que é sua, são seus germes quando você me toca, você está se achando demais, amanhã eu vou sair, vou distribuir o que você acha que é seu e quero ver sua cara quando ver que o que você tanto quer é de todos agora, e é por sua culpa - sorri ao meu grande plano
 - Faz isso que você vai se arrepender - ele disse tão serio como se tivessem matado alguém de sua família.
 - Vou adorar ver o que você vai fazer, aliás você e a pessoa que eu mais sei lidar - dei um sorriso leve
 - Então é isso? Você acha que tem um grande poder sobre mim? - ele gargalhou  Passei de leve minha mão por cima de sua bermuda, seu corpo travou ele me olhou serio e levou sua mão até a minha que estava em seu membro e a apertou e fechou os olhos com força.
- Tenho certeza - disse e ele me olhou sério e seu olhar era de suplica, ele me queria tanto e eu nunca vi um homem me desejar tanto. - Agora vai embora da minha casa, que eu vou voltar pra casa da minha tia - ele continuou na minha frente - Estou falando sério - me desfiz dele e peguei meu celular encima da mesa e abri a porta e ele passou por mim sem dizer nada, nem olhar pra mim.
[...]
- Mare, ele é a pessoa mais difícil que eu já lidei, ele veio falar que eu sou dele e eu não quero nada com ele, eu não gosto dele, você sabe disso  - falei irritada pela minha situação com o  Bieber.
- Ele está gostando de você
- E vai ficar gostando - dei ombros.
- Então da um jeito de cortar ele, por que você não gosta dele e ele deve estar achando que você só esta negando isso e esta louca por ele - explicou e eu pensava da mesma forma.
- Vou começar a ignorar ele - pensei bem - Se eu conseguir né, por que ele é muito gostoso, então isso dificulta - ri e ela negou com a cabeça.
- Imagina? Justin Bieber se rastejando pra você? - ela disse sorrindo
- Ele está com raiva de mim - falei a olhando
- Claro, você transa sem dar um beijo se quer nele - ela disse
- Não quero, essa coisa de beijo apega demais e eu não quero isso - expliquei
- Achei que foi por que ele disse aquelas coisas
- Também - completei
- Só acho que você podia pegar outros caras - ela disse dando ombros
- Eu também acho, e vou providenciar isso agora mesmo - disse pegando meu celular e ela sorriu. Essa America gosta.
Justin Bieber P.O.V 
Essa garota está fodendo comigo, com minha cabeça e com meu jeito, ela me deixa indeciso para tudo, ela me deixa sem saber o que pensar, como agir, eu tento controlar a situação, mas se eu não ter certeza que eu posso ser controlador e ainda a ter eu não consigo controlar.
Fui pra cede e vi meus capangas discutindo sobre algo.
- O que ta pegando aqui? – cheguei à minha pose de dono do pedaço e eles se colocaram nos devidos lugares.
- Bieber, o Maycon pegou propina errada, pegou de um tal de Arlow e se não me engano, foi o cara que você quitou a divida o ano passado, isso vai dar um problema pra gente – Adam disse chegando e eu olhei pra Maycon e ele abaixou o olhar.
- Está promovido, Maycon, você agora controla as propinas – falei e ele levantou a cabeça sem entender nada e Adam me olhou incrédulo.
- Pensei que morreria – Maycon disse a mim
- Eu sou bandido, o que é meu, é meu, o que é dos outros, é meu também, o resto tem que aprender com isso, Se Arlow quiser essa propina que venha até mim – falei e Adam estava sério, pois agora Maycon ficaria em seu lugar.
- Isso vai dar merda, Bieber, essa propina está cheio de cocaína da pesada, indo para os governadores, deve ter mínimo 100 milhões de dólares nisso – Adam disse.
- E isso muda o que? Agora é meu e pronto, se ele for homem suficiente que venha pegar, vou estar preparado, você está com medo dele? Deveria ter de mim – disse firme olhando para ele e o restante baixou o olhar.
- Sim senhor – respondeu
- Gosto assim – falei e dei as costas subindo e indo para meu escritório
Já estava tarde e eu estava com sono, terminei de assinar uma papelada e trocar as senhas dos meus sistemas, que são mudadas todas semanas, peguei meu carro e fui pra casa.
Eu despedi a antiga empregada por que a comida dela era horrível, então agora está a Klau, tomara que ela faça uma comida boa pra mim se não ela vai virar comida de cachorro.
Cheguei em casa indo para cozinha a espera de algo bom para comer, e ela me serviu uma bela refeição.
- Continue assim que eu aumento seu salário, minha mãe te passou tudo? – perguntei a ela.
- Sim senhor, Bieber, senhorita Pattie disse tudo a mim e pediu para avisa-lo que ela não vira essa semana como combinado por que ela tem compromisso – ela disse.
- Tudo bem, obrigada, pode se retirar – falei e ela saiu.  Terminei de comer e recebi uma mensagem da Skylar.
“Preciso de você, urgente, rastreia ”
Que merda é essa? - Pensei -  Liguei para Chaz e mandei-o vir aqui, ele chegou minutos depois
- Que foi cara? Eu tava comendo a amiga da Skylar – ele disse entrando
- Foda se Skylar me mandou uma mensagem pedindo para me rastrear por que ela está precisando de ajuda, rastreia essa merda rápido – falei pegando meu celular e ligando para America.
- Cadê ela? - disse que ela atendeu.
- Bieber, ela não quer saber de você mais, ela me falou hoje – ela disse e eu fechei os olhos tentando entender por que merdas a Skylar falou isso pra America.
- Onde está ela, não faça eu ir ai tirar da sua boca – falei sério e ela suspirou.
- Saiu com um cara, não te interessa quem – ela desligou na minha cara e eu fervi de ódio na hora e fui ver o que o Chaz havia conseguido.
- O que conseguiu?
- To com o endereço, vai só nós dois? – perguntou
- E meus homens, não sabe o que vamos topar. – falei e peguei minha arma e fui até o escritório e me reabasteci.
Eu estava com medo dela estar ferida ou alguém ter feito alguma coisa ruim pra ela, mas Skylar não desiste fácil, se fosse alguém querendo a fazer mal, ela batia e eu mataria a pessoa, por que se aquela Vadia tiver que morrer quem vai matar sou eu.
Fomos e chegamos perto da escola da Skylar, uma casa grande e não tinha nenhuma luz acesa que dava pra ver da rua.
- Como vamos entrar, Senhor? Calmos? – um de meus homens perguntou
- Sim, calmos - olhei - Só façam como eu – peguei a metralhadora em sua mão e atirei no portão deixando a porra toda fudida e entrei atirando em tudo que era lugar e podia ouvir gente gritando lá de dentro. Meus homens entraram rindo.
- CADE O FILHA DA PUTA QUE ESTÁ COM A SKYLAR? – Sai atirando e aceitei dois cara que estava prontos para atirarem em mim. E meus homens subiram rindo da minha atitude.
Quando fui atirar em um homem ele se tremeu e disse rapidamente.
- Segundo quarto, atrás da parede de livros – ele disse e eu sorri e atirei em, sua testa.
Subi e fui até o tal lugar. Esse lugar não era muito estranho pra mim, tenho certeza que o cara que eu acabei de matar com o tiro na teste eu já o vi, em trocas de tiros. Agora eu quero saber que porra é essa da Skylar com essa gangue aqui, se eles não tiverem a matado eu mesmo faço isso.
Subi até onde ele falou e eu não achava a porra do lugar que abria a porra da parede livros
- PORTA MALDITA, NÃO ABRE POR BEM, ENTÃO VAMOS POR MAL.
 Então peguei a metralhadora que estava pendurada no meu ombros e atirei por toda a parede.
Quando abriu eu vi que era uma escada para descer para algum lugar, meus homens foram na frente e eu cheguei lá tinha um cara fazendo a Skylar de refém nos olhando e outros dois semi nus com machucados por todo o corpo e ela chorando, eu nunca tinha á visto chorar.
- Bieber, eu não sabia que ela era sua mina - o cara disse
- Não sou nada dele - Skylar disse
- CALA BOCA VADIA - ele gritou e eu apontei minha metralhadora pra ele
- NÃO GRITA COM ELA PORRA - falei e ele me olhou feio
- Mais um passo Bieber e eu mato ela - ele ameaçou e a Skylar estava apontando para a mão dele, tentando dizer algo e eu acho que entendi o que ela queria dizer.
- Eu quero saber o que está acontecendo aqui, ou melhor, quero não, vou matar todo mundo e pronto acabou - Atirei na mão do cara e ele disparou a arma contra a Skylar, mas antes que ele pudesse apertar o gatilho diante a dor que estava sentindo, ela já estava no chão em um golpe sinistro. Meus homens mataram os dois boiolas que estavam semi nus e Skylar apenas deixou o cara no chão e passou por mim feito fogo e eu terminei o serviço.
Eu subi quando deu e cheguei na sala onde estava mais homens sentados na mesa sendo vigiados pelos meus homens e Chaz estava comendo o salgadinhos de um cara.
- Qual é cara? - o refém disse para Chaz.
- Cala a boca - Chaz disse com a boca cheia apontando a arma para o cara
- Não faço a menor ideia que porra de gangue vocês são, mas eu estou avisando se chegarem perto da Skylar o pau vai quebrar, eu mato primeiro e pergunto depois, e avisa pro chefe se eu não tiver matado, que o Bieber fez uma visita, que se ele quiser se vingar, entra na fila - dei um sorrisinho e sai junto com meus homens e Chaz, aquele bosta come nessas situação por que é um gordo escroto, meti a mão no pacote fazendo ele cair no chão.
- Vai tomar no cu, Justin - ele disse quando os salgados se espalharam pelo chão
- Onde está a Skylar? - perguntei.
- Está lá - ele apontou para um parede e eu fui até lá e ao lado dela a Skylar estava sentando no chão com os joelhos perto do rosto chorando desesperadamente.
- Que merda aconteceu? - cheguei perto dela
- Eu vou pegar essa metralhadora e acabar com sua vida se não sair daqui e me deixar em paz - eu já sabia o que ela tinha feito, ela provavelmente ligou para America e ela já estava a caminho, peguei seu celular da sua mão e mandei uma mensagem para America falando que não precisava mais e coloquei o celular no meu bolso por que ela tentava pegar.
- Eu vim até aqui, tive que matar uma porrada de homem que eu não faço a minima ideia de quem seja, peguei você de refém, eu posso ter entrado numa merda grande por sua causa, então sim, você me deve satisfação do que aconteceu aqui - falei e ela me olhou.
- Eu pedi sua ajuda para sair disso, pode ter certeza que ninguém aqui vai atrás de você, mas agora acabou, volta pra onde você estava que eu to indo pra minha casa, e obrigada - ela se levantou e quando foi sair eu segurei firmemente seu braço e afiz me olhar.
- Você vai comigo - fui a arrastando até meu carro e ela cansou de se debater e sentou no banco e ficou calada, eu entrei e meus homens me escoltaram. Eu sabia que ela estava de cabeça quente então e eu estava me sentindo mal pelo jeito que eu falei com ela, eu não faço a minima ideia do que ela pode ter passado. Porra Justin Bieber.
Chegamos em casa e eu tentei ser o mais calmo possível, levei ela lá pra cima e entramos no meu quarto, ela evitava me olhar e eu não sabia o que fazer, por que eu tentava pensar em algo, mas ela estava tentando controlar o choro e andava de um lado pro outro.
- Você disse que a America estava me esperando aqui, cade ela? - ela disse friamente
- Menti, para você vir - ela me olhou querendo me matar.
- Eu vou embora - falou e eu a segurei pela cintura.
- O que aconteceu? Vou perguntar pela ultima vez - falei com tom ameaçador.
- Vai me matar? - ela disse testando até onde minha paciência ia, fechei os olhos controlando
- Eu estou tentando te ajudar - falei - Eu fui até lá pra te ajudar
- Armaram pra mim, Bieber, eu paguei uma divida minha a muito tempo, mas o Thiago não suporta o fato deu não estar com ele, então ele gastou o dinheiro que eu dei pra ele pagar o Arlow e agora ele está atrás de mim pelo dinheiro e falou que se eu não pagar ele vai matar minha família depois a mim, e eu fui até lá por que eu estava conversando com um cara chamado Simas, e ele disse para irmos na casa dele hoje, ele me buscou e quando chegamos lá, o Simas era da gangue do Arlow e ele colocou dois homens para me comerem só que eu bati neles e você chegou eu queria que ele desse as caras lá, mas ele não foi - ela disse olhando o chão
- Você conhece Arlow? - perguntei - Aquela é a cede dele? - perguntei
- Sim e Sim, por que? O que ele é seu? -  perguntou
- Meu maior inimigo - respondi
- Você se machucou? - perguntei
- Está me vendo machucada? - respondeu grossa - Ja te falei tudo, agora eu to indo - falou e eu a segurei novamente.
- Você ia sair com outro cara? - perguntei sentindo a raiva me consumindo
- E isso é da sua conta?
- Qual da parte,"você é minha", você não entendeu? - respondi
                          Skylar Mayer P.O.V                              
- Justin, para de achar que eu sou sua, para de achar que a gente pode ter algo, para de achar que eu gosto de você, para de achar que você é o foda pra cima de mim, para de achar que eu me derreto por você, pra mim você não passa de um sexo bom, só isso, eu posso ter sido a vagabunda que for quando eu era menor, mas eu nunca seria de um cara que não sabe nem gostar, quem dirá amar um dia - dei um sorriso e sua expressão era indecifrável, ele estava decepcionado? Ele acha que eu vou cair na dele? Sofrer na mão de um cara como ele?
Passei por ele e abri a porta saindo dali, e em poucos minutos America estava ali e fomos embora.


SIGAM O BLOG E COMENTEM!

Gente desculpa a demora, eu fiz um post explicando, eu voltei!

BLOGS ATIVOS:

5 comentários