23/04/2017

Nobody Sees: Capitulo 23 - I wanna fuck


Resultado de imagem para Justin Bieber gif

- Acorda, você tem aula - beijei o topo da cabeça dela que estava sobre meu peito e ela resmungou alguma coisa.

- Não - ela disse com tom de brava e eu ri

- Tem que acordar, Skylar - a tirei do meu colo e a joguei na cama a beijando e tirando sua coberta

- Que saco, me deixa em paz - ela disse cobrindo o rosto e eu ri

- LEVANTA  - tirei a coberta dela e puxei seus braços a reerguendo

Ela levantou nervosa e bateu a porta do banheiro, die uma risada e a deixei em paz até a fera ficar mais calma. Tomei uma ducha rápido no banheiro do corredor e tomei meu café correndo, minha família chegaria hoje, que merda! 

- Vamos logo - disse ela chegando já pronta e mal humorada ao meu lado, eu estava terminando de tomar meu café. Peguei a sua cintura com força e a prensei na prensei na parede e dominei o que era propriedade minha,puxei seu cabelo para baixo deixando nossos lábios se desencostarem e ela gemer tentando os alcançar novamente, apertei sua cintura quase a levantando na parede e mordi seu pescoço, ela arfou e passou a boca no meu pescoço em busca de algo para beijar. Sua boca abria soltando aos poucos o prazer que ela sentia, desci minha mão da cintura para sua intimidade e com um simples toque ela se contorceu e me olhou clamando para me a jogar ali mesmo e fazer o que eu faço de melhor

A soltei e peguei a chave e ela veio até mim me segurando forte.

- Por que fez isso? Olha como você me deixou? - ela disse em desespero


- Pra você ter um motivo pra me ver hoje anoite - falei passei meu braço em seu pescoço e lhe beijei

- Você vai ter o troco - ela disse emburrada e foi para a garagem para irmos.

O caminho foi tranquilo, conversamos muito e chegamos na escola dela

- Tenho muita coisa pra fazer hoje, mas devo passar na sua casa - falei e ela revirou os olhos

- Faz o que você quiser - ela se emburrou e eu suspirei rindo

- Vou deixar você do jeito que você quer - falei no pé do seu ouvido distribuindo alguns por ali

- Se não deixar, tem quem deixa - ela disse séria o que fez meu pau subir sem eu apenas raciocinar, ela desceu do carro e nem virou para trás, essa vadia sabe como me deixar louco.

De longe fiquei a fitando, vi aqueles idiotas jogadores encima dela, a abraçando e la sorrindo, elçes pareciam felizes e conversando sobre algo legal. Me controlei muito para não ir lá e socar cada um eles, mas eu prometi pra ela que eu daria espaço em sua vida, ela ainda está na escola, tem amigos e tem que aproveitar mesmo sendo uma porra de uma tortura para mim. Achei melhor ir embora antes que eu fizesse merda, esses podres perto da minha garota... QUE PORRA! 


Skylar Mayer P.O.V

Entrei na escola sentindo meu corpo necessitado, odeio estar assim, pra ser sincera, duvido que alguém goste.

America já se abafou ao meu lado e começou a perguntação do que tinha acontecido e como foi, eu estava com preguiça de ter que explicar pra ela tudo, mas não conseguir pois no meio do assunto a animação me bateu e comecei a contar os mínimos detalhes á ela.

- Seus pais ligaram hoje de manha querendo falar com você, tive que inventar uma mentira e tanto, acho que eles não acreditaram, então por favor esquece Justin até eles irem embora - ela disse e comecei a pegar meu material no meu armário e fomos para a aula de historia.

- Ei gatas - Jason passoui beijando a bochecha de cada uma

- Ei meu amor - respondi beijando seu ombro e ele sorriu e fomos assim abraçados para sala.

- TIRA A MÃO DELA SEU IDIOTA - Ouvi aquela voz grossa e eu virei pra trás rindo

- Me poupe Pedro, você não deu as caras no final de semana e pasosu ao meu lado quando eu entrei e fingiu que não havia me visto - falei brava e ele veio até mim e me agarrou com força e afastou Jason e me deu um abraço extremamente forte e seus lábios ficaram grudados no meu pescoço pelos minutos que ele ficou me aconchegando ali.

- Ta bom, te amo também, agora já pode soltar - falei rindo e ele me apertou mais forte - TO FICANDO SEM AR

- Vai lá lutadora, me tira daqui - ele disse me apertando ainda mais forte,

Quer que eu tire amor? Tudo bem... Assim eu fiz. 

- CACETE SKYLAR VOCÊ É FORTE PRA PORRA - ele disse passando as mãos na costela onde eu havia apertado com meus braços

- Já falei que te amo não já? - fui até ele e beijei sua bochecha e ele abraçou a America forte e beijou sua testa

- Vamos sentar - Jason disse e sentamos todos perto um dos outros

- Termina de me contar - America disse se colocando ao meu lado

- Ele disse que era pra me ver ele hoje -  falei fazendo uma careta e ela revirou os olhos

- Meu concelho eu já dei


- Se ele quiser me ver, então ele vai lá em casa... - dei ombros

- Está maluca? - Mare disse me dando um empurrão e eu coloquei minha mochila no chão

- Ele me quer pra comer ou me quer pra estar com ele? Que mal tem ele conhecer minha família? Uma hora todos vão descobrir mesmo - falei dando ombros

- Quero falar com você depois - Pedro disse e eu o olhei, ele parecia nervoso com algo

- Agora você fala, vai ser agora - falei e ele riu - SAI DAI AMERICA - a empurrei da cadeira

- Depois eu te falo - ele disse e veio até mim e beijou minha bochecha

Fiquei emburrada os dois horários, agora seria educação física.

Coloquei minha roupa no vestiário e o Pedro pediu ao treinador para que pudesse correr hoje, e ele correria comigo para a gente conversar, com um custo o treinador deixou ele faltar o treino de basquete e ele veio conversar comigo,

- Sem enrolar, fala rápido - falei e começamos a correr.

- Pensando bem, acho que vou jogar basquete, eu conto pra você depois - ele disse e eu puxei pelo colarinho e ele riu

- Não faz eu te dar um coro no meio do ginásio - falei brava e ele gargalhou

- Tudo bem...Eu sei que isso parece gay, não sou muito de ter amizade masculina, tenho meu primo Chris, o Luke e o Jason  e mesmo assim, são pessoa que não consigo conversar sobre tudo igual faço com você, amo a Mare, porém nada chega perto da nossa amizade... - parei de correr e fiz ele me olhar

- Onde quer chegar? - cruzei os braços 

- Não me troca por aqueles caras -  ele abaixou o olhar e eu senti minha garganta seca e cheia de angustia.

- Sábado era o nosso dia - fitei o chão triste por não ter lembrado e ter ido para casa do Bieber.

- Eu ia te avisar, mas nunca é preciso, por que sempre lembra, mas ta tudo bem - ele disse e voltou a correr

- Espera - o parei novamente

- CORRENDO SENHORITA MAYER - o treinador gritou e eu bufei tentando acompanhar o Pedro,

- Pedro eu não tenho muito o que falar, errei mesmo, comemoramos o ultimo sábado do mês juntos sempre, eu sei, mas foi tão perturbador - falei 

- E por que não conversa comigo? Qual foi a ultima vez que você foi na minha casa para me contar do seu dia e contou literalmente tudo e depois fomos jogar algo no vídeo game?  Você me conta o básico e fica de segredo com aquela galera, eles não estavam aqui quando você estava na pior,.. Skylar, eu que estava - ele disse parando e olhando para o céu.

- Pedro... - tentei dizer algo, mas eu estava chorando

- Eu ainda te amo, Sky, isso não vai mudar, você sempre vai ser minha melhor amiga, só te peço para não substituir o meu lugar na sua vida, por que é o que está acontecendo e você não vê - ele beijou minha testa e saiu dali. 

Ele foi caminhando até o vestiário e eu senti aquela dor no peito surgir, eu precisava ter um momento com ele, se não eu morreria.

Corri para o vestiário feminino e coloquei minha roupa normal e fiquei na port ado masculino esperando o Pedro sair.

- O que foi? - disse ele quando saiu colocando sua camisa.

- Vamos matar aula hoje - falei puxando seu braço

- Tenho prova de biologia - ele disse 

- Eu não ligo - falei e ele riu e olhei bem para a porta de emergência que tinha no ginásio, não havia ninguém e fomos correndo por lá e eu o abracei assim que chegamos próximo a rua.

- Desculpa - falei chorando e ele riu e me abraçou forte - Eu te amo Pedro - falei o apertei contra mim

- Eu também te amo, você sabe disso - ele disse beijando meu pescoço e eu fiquei ali.

- Pra onde vamos? - perguntei limpando meu rosto

- Pra minha casa 

- Vamos - ele passou os braços no meu pescoço e começamos a andar, ele parecia feliz por eu fazer essa doideira com ele, contei ele no caminho sobre tudo e sobre meu sentimentos e meus jogos com o Justin contudo nossa situação atualmente. Chegamos na casa dele meia hora depois, fomos para TV para jogar algum jogo enquanto ele me contava as suas coisas, até que meu celular tocou.

- Espera ai - falei e dei pause no jogo para eu atender e vi que era o Justin, pensei muito antes de atender, mas poderia ser algo importante

- Oi - falei assim que atendi

- Empolgado para falar com você também - ironizou e eu ri 

- Estou jogando video game com o Pedro - falei

- Não deveria estar na escola?

- Mas não estou - fui curta e direta, por que uma coisa que eu odeio é alguém tentando me controlar, ninguém faz isso além de mim mesma.

Ouvi ele bufar

- Tudo bem, te liguei por que eu sou um veado - ele disse e eu gargalhei 

- Como assim?

- Estou aqui no aeroporto esperando minha família e deu vontade de ouvir sua voz, sim é muito gay por isso vou desligar, xau - antes que eu pudesse dizer qualquer coisa ele havia desligado, comecei a rir, com aquele sorriso bobo apaixonado no rosto e Pedro já revirou os olhos sabendo de quem se tratava...

- A Piper não deu as caras mais, e prefiro que seja assim, por que u tenho motivo suficiente para quebrar a cara dela - falei e ele deu uma risada

- Acho que ela tem senso, mas fica de olho aberto por que aquela ali gosta de vingança, mas boba vai ser ela e se quer ser sua inimiga - Pedro disse pois ele sabe como eu sou

- Exato - falei pegando uma maça e comendo.

- Porra Pedro, está tarde, me deixa em casa, meus pais já devem estar lá - falei e ele me deu um beijo e fomos para garagem pegar o carro para ele me levar

- Amei a tarde, pequena - ele disse quando parou na porta da minha casa

- Eu também, Babe - falei beijando sua bochecha - Até mais - falei descendo louca para ver minha mãe

Quando eu abri a porta lá estavam ele vagando pela casa arrumando as coisas.

- FILHA - ouvi a voz da minha mãe e eu corri pra abraça-la

- MÃE - disse indo de encontro á ela e sentindo aquela baixinha perto de mim novamente,

- Trouxemos presente para você - ela disse me levando até a sala e meu pai me puxou para um abraço forte

- Oh minha filha, tenho tanto que desculpar, ouvimos falar tanto bem de você nessas ultimas semanas e eu estava pensando muita coisa errada - ele me abraçou forte

- Cade essa nojenta? - ouvi aquela voz irritante do melhor do mundo

- ESTOU AQUI RESTO DE ABORTO - gritei saindo do abraço do meu pai e pulei no colo do Malton e ele riu me apertando

- Que saudade de você, nunca pensei que falaria isso - ele disse me colocando no chão

- Você está mais linda que no dia que nos visitou - minha mãe disse me girando.

- Obrigada - sorri

- Tome, achamos que você vai gostar - meu pai me entregou uma sacola e quando eu dei uma espiada um grito já saiu da minha boca

- NÃO ACREDITO - peguei meus dois kimonos da Kvra e Adidas que eu tanto queria, um preto e um branco - OBRIGADA - abracei os dois fortemente

- De nada - eles riram - Amamos você, Sky - eles disseram juntos e eu sorri

- Amo vocês também - respondi beijando cada um

- Vamos comer, estou com fome - Malton disse com ciumes da atenção que me davam

- Sai fora Malton, você tomou meu pais de mim, eu mereço pelo menos um pouco de amor deles, imbecil - falei lhe dando um soco e minha mãe ja entrou no meio

- Não comecem a se matar tão cedo, espera eu e seu pai irmos dormir, ai vocês se espancam - ela disse e todos riram e fomos pra mesa

- Vou tomar um banho e já desço - falei e subi correndo para meu quarto, tomei um banho bem tomado, lavei meus cabelos que estavam sujos, e coloquei uma calça Jeans que deixava meu corpo marcado e uma regata de manga comprida coladinha. Desci e minha mãe estava atendendo alguém na porta.

- Filha, conhece esse rapaz? - ela me perguntou e de longe avistei aquele estilo único e aquele perfume e fui até lá já com o corpo paralisado.

- Justin? O que está fazendo aqui? - perguntei e ele me deu um sorriso lindo

- Skylar? - Minha mãe me olhou

- Sim mãe, sai com ele algumas vezes - dei um sorriso fraco e ela sorriu

- Então, por favor, entre, jante conosco, está frio ai fora - ela disse e deu passagem para ele entrar, ele beijou minha bochecha e disse o seguinte no meu ouvido:

- Você está gostosa - sussurrou e eu me arrepiar até o ultimo fio de cabelo da minha orelha

- Pai, esse é o Justin, um amigo - sorri e meu o cumprimentou e Malton o encarou feio

- O que essa cara está fazendo aqui? Você está saindo com ele, Skylar?

- Te liga, Malton, cuida da sua vida

- Não quero incomodar, eu volto outra hora - Justin disse com uma voz de santo, mas o que ele queria mesmo, era sacar uma arma e meter bala no idiota do Malton.

- Não, Justin, Malton que se contente com sua presença por que se ele ficar de gracinha, verdades rolaram nessa mesa hoje - falei séria e Malton fechou os olhos respirando

- O que está acontecendo aqui? - Meu pai ficou rígido e todos nos sentamos

- Malton com graça - falei o encarando feio

- Malton, eu não faria mal a sua irma - Justin disse - Gosto da sua filha - ele encarou meu pai que se surpreendeu

- Você faz mal a todo mundo - Malton disse

- Não faz eu levantar dessa mesa, Malton, eu quebro você todo garoto - falei com tom de ameaça

- Não vai bater no seu irmão, Skylar - minha mãe disse pra mim - E Malton por que está dizendo isso do rapaz?

- Por que ele é traficante mãe, esse garoto mexe com coisa podre - Malton disse e eu bati as mãos na mesa levantando e Justin se levantou comigo. ele parecia estar se divertindo com essa situação, ele sabe que o que eu jogaria na roda ia rodar o Malton.

- Verdade isso, garoto? - Minha mãe se virou para Justin que segurava o riso.

- A muito tempo, eu fazia isso sim, senhora...?

- Lucy - ela disse

- Senhora Lucy, a muito tempo que eu fazia essas coisas, na minha adolescência, e uma coisa que me fez gostar de Skylar foi por nós termos enfrentado as mesmas mudanças de vida se é que me entende - Justin disse e foi a minha vez de quase rir

- MENTIRA DELE, MÃE - Malton disse

- CALA A BOCA MALTON, VOCÊ ESTÁ TENTANDO APONTAR A MERDA PRO JUSTIN, MAS O PAPAI E A MAMAE SABE, QUE FOI VOCÊ ME DEU DROGAS? QUE VOCÊ COMPROU NA MÃO DELE A MUITO TEMPO E ELE NÃO QUIS VENDER POR QUE ELE SABIA QUE VOCÊ ME DARIA E MESMO ASSIM QUE VOCÊ MAIS CARO SÓ PARA TER CERTEZA QUE EU IA USAR COM VOCÊ? VOCÊ LEMBRA DISSO? - Joguei o que eu tinha pra jogar e Malton ficou sereno

- Não acredito que fez isso por ele... - ele disse com tom baixo

- Eu mandei você calar a boca - disse por fim e os olhos do meu pai voltaram para Malton

- Como é que é? VOCÊ QUE DEU DROGA PARA A SUA IRMA? - ele foi para perto de Malton ele me olhou com todo ódio do mundo - NÃO OLHA PRA ELA ASSIM  QUE O UNICO CULPADO É VOCÊ - Meu pai começou a brigar com Malton e minha mãe se afastou chateada com a situação e vi Bieber chegar perto dela e eu fui também

- Nunca machucaria sua filha, eu gosto muito dela e a respeito demais, eu vim aqui hoje por que eu senti a falta dela e hoje sou uma pessoa completamente diferente, - ele disse e eu o beliscava por trás por que eu não conseguia segurar mais, NÃO DAVA.

- Você parece ser um rapaz bom, além de bonito é educado - ela disse sorrindo e ele assentindo tudo de olhos fechados fazendo uma cara de quem era o mais santo do mundo, chegava até colocar a mão no peito. Só o Justin mesmo... 

Meu pai chamou minha mãe e ela foi lá ver o que era e Malton chegou bufando raiva

- Você me paga, Skylar - ele disse me encarando e depois encarou Justin

- Fica mansinho seu otário, que eu só não meto bala em você por que é irmão da Skylar, mas abre teu olho comigo que chega uma hora que paciência acaba e  eu não mudo de roupa para te dar uma lição - Justin fez a pose de macho e fez Malton se tremer - Se sabe quem eu sou, sabe com quem você está se metendo - ele disse simples.

- Cansei de vocês, vou sair com o Justin, o Malton estragou tudo - Fiz aquela cena para meus pais e puxei Justin para fora de casa, só peguei meu casaco e meu celular.

- Desculpem senhor e senhora Mayer - Justin deu um sorriso de quem estava chateado e saímos

Chegamos lá fora e eu não aguentei tive que rir alto e ele tapou minha boca rindo e me beijou em seguida.

- Por que veio aqui? Você sabia que eles estavam aqui...

- Estou pouco me fudendo pra eles, de algum jeito eu ia te tirar daquela casa e terminar o que eu prometi, eu não queria a minha garota necessitada, ninguém vai fazer o que eu tenho que fazer - ele disse

- Você não era o santo?

- Santo de cu é rola - ele disse ligando o carro e eu gargalhei

- E sua família?

- Está lá em casa... - ele respondeu

- E pra onde vamos?

- Para minha casa no lago, perto da casa do Chris - respondeu rindo - Lá tem um quarto apropriado para o que a gente está querendo fazer - ele disse safado e eu pousei minha mão em seu membro e ele mordeu os lábios

- Vai com calma, Christian Grey - falei e ele riu

- Vou te colocar de quatro e deixar você gritar com os tapas na bunda que vou te dar.

- Faz que eu gosto.

CONTINUA?
10comentarios??????????/
>>>>>>>>>>ANONIMO NÃO COMENTA MAIS DE UMA VEZ. <<<<<<<<<

Desculpa gente pela demora vergonhosa, mas eu estava sem vontade de escrever, estava sem computador, sem animo, sem nadaaaaaa, e tipo do nada voltou tudo kkk, menos o computador, ainda to sem, mas vou postar normal não vou desistir daqui jamais,  só peço desculpas pela demora que foi para eu postar, por que eu sei o quanto é ruim você está acompanhando uma fanfic e a autora do nada sumir e não dar as caras mais, não vai se repetir sem motivos novamente, desculpaaaaaaa

GENTE VAMOS CHEGAR A 50 SEGUIDORES.
COMENTEM COMENTEM COMENTEM!
Meu deus o que acharam? ah to amando!!!!!!

BLOGS ATIVOS:

15 comentários

  1. AAAAAAAAAAA TO TÃO FELIZ QUE VOCÊ VOLTOU!!!! EU AMO ESSA FIC COM TODAS MINHAS FORÇAS ❤❤❤❤

    ResponderExcluir
  2. Até que enfim você voltou!!
    Já amei esse cap. Continuaaaa

    ResponderExcluir
  3. aaaaaaa que saudadess, ninguém mandou o malton meter o bico onde não foi chamado!!!! justin se fazendo de santo KKKKKKKKK esse final szszsz
    CONTINUAAAA

    x ray x

    ResponderExcluir
  4. Sentimos sua falta Amanda❤, pfvr continuaaa ta maravilhoso ����

    //Rayanne

    ResponderExcluir
  5. Continua

    Divulga pra mim ?

    http://imaginesdojustinparabeliebers.blogspot.com.br/?m=1

    Obrigada

    ResponderExcluir
  6. Socorro, que história... Continua logo que fiquei nervosa pela tua demora kkk
    // Andressa

    ResponderExcluir
  7. Amanda, eu sei que você pediu pra não comentarmos 2 vezes, e este é meu segundo comentário, ou seja, continua com os 8. Mas eu peço por favor que poste o próximo capítulo mesmo que tenha 8/10 comentários pedidos, nos amamos oque vc escreve e as histórias tbm! Estamos anciosas pra continuar lendo! Você pode colocar o próximo capítulo ?


    //RAYANNE

    ResponderExcluir
  8. Postaaaa Amandaaaaa // Naty aqui

    ResponderExcluir
  9. Ahhhhh tu postoooouuuu!!! Demorei para um caraleo pq tava sem internet mas finalmente voltou... Mas enfim sabia que ia da treta essa vinda da familia da Sky e do JB. O Jus se fazendo de santinho quem ver nem parece que é o cão em pessoa e Malton meu parceiro tomou naquele canto quem mandou fzr as coisinha la no role.
    Justin e Sky o casal que tu respeita ������
    Ficou masssaaaaaa to super ansiosa pra o proximo cap, tu arrasa "vai com calma Christian Grey" ahhh berro kkkkjkk e esse finalzinho com o Jus sendo "romantico" tu é demais s2.

    //Evelyn//

    ResponderExcluir
  10. Tô amando, continua.

    *Jéssica

    ResponderExcluir
  11. Continua por favor ��

    ResponderExcluir