29/03/2018

Nobody Sees: Capitulo 36 - O Assalto

Resultado de imagem para justin gangster   gif

Justin Bieber P.O.V

Três dias longe da Skylar já estava me matando, então eu decidi programar algo entre a gente para podermos ficarmos juntos, e pensei em leva-la para o Canada, eu tinha que visitar umas coisas por lá e ela se distrairia.

- Alguma pista da Talyssa? - Perguntei a Ryan

- A Vagabunda sumiu do mapa, ela não está em Atlanta, deve ter ido para outro continente, ela sabe que você vai atrás dela e matar ela - respondeu 

- Ela ta fugindo de ter que responder se ela estava ou não trabalhando com o filho da puta do Arlow, por que não é coincidência ela pegar a Sky e ele aparecer pra salvar, nisso ai tem coisa - Chaz disse e eu concordei

- Também acho - falei 

- Eu acho que vocês deviam deixar Talyssa para o lado e todo mundo focar no que vai fazer com o Galpão 62 - Chris disse de braços cruzados

- O que o Jaxon falou? Ele que recrutou mais 20 da categoria B - respondi

- Ele também não quer Justin, ninguém aqui quer, só você - Chris disse debochado

- Vocês tem ideia do quanto isso vai render pra gente? Não estamos falando de milhões e sim bilhões - meus olhos brilhavam só de pensar no dinheiro que isso me daria

- Foda-se o dinheiro, Justin - Chris esbravejou

- Ainda estou resolvendo essa questão, quem não quiser participar é só não mexer, pronto - falei saindo do comodo e indo para meu quarto e liguei para Skylar por video chamada.

- E ai como você está? - perguntei a vendo no sofá comendo uma especie de chips

- Estou ótima, achei que tinha morrido - respondeu rindo

- As coisas estão corridas por aqui 

- Sabe quando vai voltar? - perguntou e eu estava com saudade daquele rostinho 

- Acho que amanha, e eu conversei com sua mãe mais cedo, inventei umas coisas da Talyssa e ela deixou você ir comigo pro Canada, o que acha da ideia? 

- Bom, quantos dias? Não posso perder muitos dias de aula, essa semana estou estudando o dobro e ficando na escola até depois da aula para pegar o que eu perdi - ela deu um sorrisinho de lado

- Só alguns dias, tem como você ir? Não é agora, vai ter um feriado daqui umas semanas, pensei melhor e não vai te prejudicar, tenho umas coisas pra resolver sobre o Galpão 62 - só depois que falei percebi a merda que saiu da minha boca.

- Tudo bem, mas o que é galpão 62? - deu uma risadinha 

- Nada demais, é um trabalho meu - tentei disfarçar o máximo e ela pareceu não se importar

- E a Talyssa, pistas? - vi que seu olhar era matador - Ainda estou de cama por causa daquela vagabunda, Justin

- Minha prioridade agora não é a Talyssa, mesmo que deveria, mas sei que ela está bem longe de Atlanta, por tanto você está segura - ela ficou séria

- Pois ela está em Nova York no Dallas Hotel, no apartamento 563, com uma tal de Aisha - sentei rapidamente ainda não escutando bem o que ela disse

- Com quem?

- Aisha, por que? Reconhece esse nome? - perguntou não entendendo

- Não pode ser esse nome, Skylar, eu matei a Aisha - ela ficou paralisada assim como eu

- CHRIS, RYAN, CHAZ CORREM AQUI PORRA - minha garganta ardeu com a altura que eu gritei e eles chegaram correndo e ofegantes com suas armas preparadas para imprevistos.

- O que foi? - Ryan perguntou olhando para os lados

- Skylar preciso que você explique detalhe por detalhe em como você chegou nessa informação - coloquei o celular em pé encima da mesa

- Do que você está falando cara? - Chris disse guardando sua arma

- Escutem ela - mandei e todos ficaram em silencio.

- Eu já sabia que sua prioridade agora não seria a Talyssa, por que você é Justin Bieber se a quisesse morta ela já estaria, então mandei um amigo meu Rony atrás de pistas sobre a vagabunda, ele encontrou uma passagem comprada de Atlanta para Miami e lá duas passagem de ônibus para Nova York, ele foi no mesmo ônibus que elas e as seguiu, e descobriu o lugar que elas estão, me ligou e está lá as vigiando por que eu vou pra Nova York e vou pegar a vagabunda com minhas próprias mãos

- Fala o nome da pessoa que está com a Talyssa - pedi já temendo ouvir aquele nome de novo

- Aisha - eu e os meninos nos entreolhamos e Chaz ficou branco

- Não pode ser, eu atirei no peito dela - Chaz disse

- E eu também, a gente viu ela morrendo, a gente enterrou a desgraçada - Falei agoniado

- Se ela está viva, ela sabe - Ryan disse bufando e tacou um vaso na parede puto da vida.

- Gente ela sabe do que? - Skylar perguntou

- Eu disse pra gente se livrar disso - Chris disse apontando o dedo pra mim

- Acha um comprador de outro continente, Chaz, vamos vender essa merda ainda semana que vem - falei e ele saiu do quarto correndo para fazer seu serviço.

- Meu anjo, vou desligar, os planos mudaram, hoje a noite estou ai e arruma sua bolsa que vamos para Nova York - falei e ela assentiu

- Vou ter que inventar uma mentira - ela disse desligando

- Cara, se Aisha ta viva, ela já deve ter posto os tiras na nossa cola, só estão esperando a gente vender a carga - Chris disse

- Então vamos apenas transportar, o comprador tem que ser alguém que não chame atenção, alguém que vai pegar e sair e ninguém vai ver que estão se movendo

- Arlow - Ryan disse

- Pior que esse filho da puta seria o cara certo, ele tem infiltrados na policia, é cheio da grana, ele sai e entra com o que ele quiser e quando dão conta do que aconteceu, ele já ta longe. - falei

- Chris arruma um jatinho ai, eu vou buscar a Skylar e vocês cuidam do resto, manda o Jaxon vir AGORA - peguei minha bolsa e sai do quarto descendo para a o andar de baixo.

Em uma hora eu já estava dentro do avião e uma hora depois eu já estava pousando em Atlanta, peguei um carro para a casa de Skylar e cheguei lá estavam na porta, Mare e Sky. A abracei de imediato e beijei seus lábios com saudade, ela me apertou contra ele e pôs seu rosto no meu pescoço.

- Que saudades eu estava de você - cheirei seus cabelos loiros e lisos e ela me olhou sorrindo

- Eu também estava - ela me deu um selinho

- E ai coisa ruim - me virei para Mare

- Estava com saudade do seu bom humor - ela deu um sorriso irônico

- O que vocês inventaram? - perguntei

- Falamos que vamos passar o fim de semana no Pedro - Sky disse e eu assenti

- Cade eles?

- Foram jantar - ela deu ombros

- E o Malton?

- Não sei e não quero saber - ela disse me fazendo rir

- Vamos então - elas foram caminhando até o carro comigo e seguimos para o aeroporto de novo.

- Agora me fala quem é Aisha - ela disse segurando meu rosto e era tão estranho olhar pra ela guardando essa mentira, então a beijei

- Amor, quanto menos você souber sobre essa garota, melhor - selei seus lábios

- Vai ficar escondendo as coisas de mim agora?

- Não é escondendo, to te protegendo - coloquei uma mecha de seu cabelo atrás da orelha.

- De que, Justin? Quem é ela? - o motorista acelerou o carro e eu estranhei e vi que a avenida estava movimentada

- Está tendo um racha aqui senhor - ele respondeu

- Passa por dentro então - ele assentiu o virou a esquina

- Ela é uma garota que tentou me destruir a uns anos atrás e eu a matei - suspirei - ou achei que tinha matado

- Ela é perigosa?

- A Mare é mais perigosa que ela - Mare me encarou brava - Só que a Aisha sabe demais, por isso ela morreu

- Mata ela então - ela disse simples

- Quando foi que ficou tão fria? - perguntei a apertando contra mim rindo

- Quando uma desgraçada chamada Talyssa pisou no meu calo, eu vou matar ela Justin, nenhuma mulher mexe comigo e sai imune

- Você não vai matar ninguém, você é durona mas não aguentaria o sangue de alguém nas suas maõs

Ela e America se entreolharam e eu estranhei

- O que foi? Você já matou alguém?

- Foi preciso - ela fitou o chão

- Por que foi preciso? Que passado é esse seu que não conheço?

- Ele queria abusar de mim - percebi que seu coração começou a bater rápido - E... E...

- Skylar tudo bem não precisa falar - segurei seu rosto vendo o medo tomando conta de seu espirito e a beijei diversas vezes até ela ficar mais calma

- Ela estava cega de ódio e bateu nele até ele morrer, mas já falei pra ela que foi por legitima defesa, ele queria estuprar ela - America completou e Skylar se encolheu no meu peito chorando

- Não precisa ficar com vergonha, ele mereceu, se ele estivesse vivo e você me contasse o que ele tinha feito, eu tinha ido agora mesmo atrás dele e ele seria um homem  morto - falei e ela permaneceu quieta no meu peito e eu apenas a abracei.

- Ele não fez nada com ela não né America?

- Não, ele morreu antes e fugimos - ficamos todos em silencio até chegar no aeroporto

Entramos no avião e Skylar estava pra baixo desde a hora que falamos daquele assunto. A levei para um sofá cama no fim do avião e nos deitamos lá.

- Você quer mesmo fazer isso com Talyssa?

- Pelo menos sem a espinha ela vai ficar - ela estava cega de ódio

- Justo - beijei sua testa

Skylar e eu dormimos o voo inteiro até nova york, eu consegui senti aquela paz novamente, deitar no travesseiro e sentir como se eu estivesse completo, sim, era por que ela estava ali, comigo.

- Pombinhos, chegamos - Mare nos remexeu até acordarmos.

Fomos direto pra minha casa em Nova York e nos acomodamos esperando o restante da equipe chegar.

- America o quarto do Ryan é esse ai - apontei para a porta vermelha 

- Vamos pro nosso gatinha - peguei Skylar no colo e fui a beijando com vontade até chegar na porta preta

- Que saudades eu estava disso - ela disse em sussurro me deixando mais fraco ainda em relação a ela. A deitei na minha cama e retirei sua roupa por inteiro em um só movimento, e fui beijando seu pescoço e descendo naquele caminho maravilhoso que ela tinha. Barriga sarada, seios perfeitos,  suas pintinhas dando o charme de seu corpo, era tudo para me deixar transbordando.

- Eu quero ver você implorando por mim hoje - ela em um ato violento se pôs encima de mim com aquela pose mais sexy e arrancou minha camisa e meus shorts. Jogou seus cabelos para o lado e veio em sentido a minha boca, mas desviou indo diretamente e violentamente em beijos quentes no meu pescoço, meu ponto fraco, meu ponto de prazer e excitação

Ela rebolava de um jeito sensacional, me deixando mais duro do que qualquer pedaço de aço ou concreto, arranhava meu peito beijando minhas tatuagens. Puxei seu cabelo descendo sua cabeça, ela me olhou safada e aquele olhar era um sinal que ela seria má, que ela faria o máximo pra me torturar e ela não fazia ideia do quanto aquilo me deixa doido por ela.

Depois de me torturar bastante com sua língua percorrendo toda minha pele, ela retirou sua calcinha me dando visão de sua intimidade totalmente implorando por mim, ela mudou de posição ficando com a bunda virada pra mim e se pôs encima do meu rosto e assim a puxei com mais força e comecei a fazer com vontade, ela soltava gemidos roucos e ela caiu de boca no meu de novo, foi o 69 mais gostoso que já fiz. 

Quando ela chegou em limite, ela me olhou como se quisesse tudo de mim, arrancar cada célula do meu corpo, roubar tudo que pertencia a mim, então com maldade no gesto ela ergueu meus braços e gemeu bem rente meus lábios, tentei os abrir para beija-lá mas foi em vão.

Ela sentou devagar e foi fazendo movimentos lentos porém profundos, eu sentir gotas de suor escorrer em mim e seus cabelos começarem a ficar umidos e colados em sua testa. 

- Eu te amo, Skylar - segurei sua cintura a encarando com aqueles lábios deliciosos que ela tinha - Eu te amo demais - puxei com força seu rosto e a forcei me beijar, ela nítido o que eu sentia e eu não queria viver mais sem aquilo 

- Eu amo você Bieber, então me faça gozar gostoso, vai - ela mordeu seus lábios gemendo alto, comecei a meter por baixo e ela quicando por cima, era perfeitos os movimentos e eu sentia o ápice perto, então a prendi seu peito ao meu e a abracei sentindo o orgasmo juntos, sim era a MELHOR coisa que já senti na vida, é gozar junto com ela, dentro dela, olhando pra ela, ouvindo os gemidos dela, segurando ela, beijando ela. 

Eu nao preciso de mais nada.

Sky caiu deitada do meu lado ofegante e me olhou em seguida 

- Eu amo você seu filho da puta de merda, mesmo sabendo que você vai me largar pela primeira gostosa que se fazer de inocente com você - ela disse e eu fiquei intrigado com suas palavras 

- Olha aqui - segurei sua cintura tirando a distância entre nós - Eu amo você, e é com você que estou e vou estar pro resto da minha vida, não importa o que a gente enfrente ok? Eu não vou deixar nada acontecer com a gente

- E se me levarem pra longe? - ela deu um sorriso sapeca

- Eu viro esse mundo de cabeça pra baixo, mas eu acho você - beijei seu rosto e ela me abraçou toda feliz.

- Meu amor - ela me apertou sorrindo e eu me sentia o homem mais feliz em saber que a fiz sorrir assim 

- Amo esse sorriso no seu rosto - a acariciei

- O motivo é você - ela me selou e deitou no Meu peito novamente 

- O trabalho está ficando apertado, tem muita coisa pra fazer - suspirei pensando em tudo 

- Quer me contar o que tá acontecendo? - ela beijou a Cruz no peito e eu senti vontade de desabafar

- Tenho que achar Talyssa e Aisha, vender o Galpão 62, pegar um carregamento de heroína que está chegando, matar dois homens do Arlow que sei que estão na minha cola, tenho proprinas a passar a diante, meus homens pegaram quase 200 milhões essa semana das minhas boates e eu ainda não paguei os caras nem investi nos meus negócios, e falta um ano e meio para o assalto no banco de Nova York 

- Puta a merda, é muita coisa mesmo - ela me olhou - mas o que é esse negócio do banco?

- Vamos assaltar o banco de Nova York, tem mais seis homens com a gente nessa, estamos em treinamento a um ano, mas demos uma pausa, vamos voltar por que isso pode ser nosso último dia de vida, tem que dar tudo certo - suspirei pensando nas outras mil coisas 

- Isso é perigoso demais 

- Se for pra ser preso que seja por algo grande, não vou ser preso vendendo drogas pra governador - revirou os olhos

- Quero fazer isso com você, quero tá nessa com você - soava inocentemente 

- Eu nunca te colocaria em perigo desse jeito - ela fez um bico 

- Por que? Sou boa em varias coisas, Bieber, não só em te dar prazer, eu tinha uma vida antes lembra? - ela beijou meu pescoço começando a me tirar do eixo 

- Não vai me ganhar assim, nem vem - a afastei - Não, você não vai participar disso - beijei sua testa e levantei 

- Onde você pensa que vai? 

- Tomar um banho, chata - peguei minha toalha e a vi babando em mim 

- Vou tambem - levou e veio toda saltitando até chegar perto de mim.

- Que menina - to vendo sua atitude

- Vou explodi seu pau de tesao e quero ver me chamar de menina - a olhei incrédulo com suas palavras e ela estava com aquele olhar que me hipnotizava, sexy, sedutor, mata qualquer um 

- Então vem gatinha - puxei ela pro meu colo entramos pro banho.

Já era a noite, praticamente de madrugada, Skylar estava com America vendo TV, mas aquelas duas juntas com certeza estava bolando alguma coisa. Eu estava no escritório com o pessoal e Jaxon havia chegado.

- Justin, você está estranho, o que foi? - meu irmão me perguntou

- Pensei melhor e não quero esse carregamento, quero vender e nunca mais mexer com isso - falei fitando a mesa passando por cima do meu estremo orgulho.

- Por causa da Aisha? - Chris perguntou e eu olhei para minha Gang e falei

- Não, eu amo a Skylar demais pra isso, não vou correr o risco de perder ela por causa de dinheiro, então vamos passar essa porra o mais rápido possível e nunca mais falamos disso - todos estavam sérios

- Fechado - Ryan foi o primeiro e logo depois todos concordaram

- Agora vamos focar no assalto, precisamos de carros rápidos - Chaz falou pegando seu computador

- Tenho três para essa corrida - Jaxon falou e eu sorri

- Você conseguiu pegar os do Pai? - fiquei chocado

- Sim - ele riu - ele vai matar a gente, mas é para uma boa causa, com esse dinheiro a gente compra outros dois.

- Eles estão aqui em Nova York?

- Sim - ele gargalhou e todos ficaram vibrados.

- A gente que podíamos mudar só uma coisa nesse assalto - Ryan falou olhando para a planta

- O que? - o olhei

- Essa saída da de frente para um bar, pode ter câmeras lá, é arriscado, temos que sair pela porta da frente - ele disse e soou como uma loucura.

- Você está doido? A policia vai chegar por lá, se não estiverem lá - Jaxon protestou

- Não se alguns de nós for da policia também - falei prestando atenção na planta.

- Que merda, essa vai ficar pra mim não vai? - Chaz falou bufando

- Sim - todos falaram juntos

- Merda - ele falou - Mas beleza então - ele deu ombros.

- Hoje ou amanha? - Chris perguntou

- Hoje - Eu e Ryan respondemos juntos.

- Quero ver aquele governador filho da puta atrás de mim depois que eu tirar tudo dele - falei puto

- Vamos nos arrumar, esse roubo vai acontecer hoje - todos assentiram

Já era de madrugada, discutimos mais alguns detalhes, e cada um foi para seu quarto, e Skylar já estava dormindo, faltava 19 horas para o roubo e a ver aqui comigo me deixava mais confiante e forte, era dela que eu precisava o tempo todo.

Abracei Skylar e tentei ao máximo pegar no sono para eu não estar cansado quando amanhecer.

- Hoje? Vocês vão fazer um assalto hoje? - Skylar perguntou extremamente nervosa - Se a Talyssa e a Aisha estão aqui e souberem do assalto elas vão fugir Justin - ela falou nervosa

- Porra verdade - Falei pensando nesse detalhe que deixei escapar

- Deixa eu e a America pegar elas, por favor - ela pediu

- Está doida?

- Eu vou com elas - Chris falou

- Não - falei firme

- Justin vou atrás dela - ela disse mais firme ainda

- Você não vai, não me faz te prender até tudo isso acabar

- Faz isso pra você ver - a desgraçada era teimosa

- Justin, a gente consegue fazer isso - Mare disse chegando perto de mim

- Ryan o que você está achando disso?

- Eu confio na America, mas tenho medo - Ryan falou

- Confia em mim - Skylar segurou meu rosto

- Se você se machucar, eu não vou ir ajudar - falei sério e ela balançou a cabeça concordando.

- Chris vamos - elas saíram para pegar algumas coisas lá encima como arma e corda

- Chris - o chamei - Mata a Aisha antes que ela abre a boca pra Skylar - ele assentiu

Passou meia hora e eles foram, meu coração se apertava a cada minuto que se passava, mas tentei pensar positivo.

- Elas vão ficar bem, Bieber, Chris vai cuidar delas - Chaz tentou dar uma moral - Vamos preparar nossas coisas - ele chamou apontando para os fundos da casa e eu fui até lá.

Passou duas horas e nada delas chegarem

- To ficando preocupado já, ninguém atende telefone - falei estressado e sentei no sofá

- CHEGUEI - Ouvi um grito da Skylar e ela entrou arrastando o corpo de Talyssa pelo cabelo enquanto ela se debatia no chão, Skylar sorria e eu corri e a abracei.

- Onde está Aisha? - perguntei

- Ela tentou fugir e Chris matou ela, matou matou, e está cuidando do corpo, agora essa vadia aqui eu trouxe por que ela não vai morrer tão cedo - ela olhou sorrindo para Talyssa e eu a ergui.

- Você podia ter saído da minha vida quando eu mandei e ter vivido em paz, mas você gosta de brincar com o diabo não é garota? - a segurei pelo braço e destapei sua boca

- ELA MEXEU COMIGO PRIMEIRO - ela gritou

- VOCÊ NÃO TINHA NADA HAVER MAIS COM MINHA VIDA TALYSSA - gritei puto - ERA PRA VOCÊ TER SUMIDO, VOCÊ SE ALIOU AO ARLOW E A AISHA, VOCÊ É LOUCA TALYSSA?

- EU TENHO QUE ME PROTEGER - ela rebateu

- Pelo visto não conseguiu, se não você não estaria aqui - a joguei no chão

- Descem com ela - mandei e Jaxon e Ryan a pegaram

- Vamos cuidar dela depois, vamos preocupar com o roubo ok? - segurei o rosto de Skylar e ela concordou.

Eu estava 100% focado assim como todos

- Se ela tentar fazer algo, mete bala nela - entrei uma arma a Skylar - volto já já - selei seus lábios e todos nós partimos.

Dei um abraço no meu irmão e fomos para nosso carro.

Skylar Mayer P.O.V

Aquela sensação voltou, aquele medo por ele está enfrentando o perigo, mas sei que Justin é o melhor nisso e ele vai se sair bem e vai voltar logo pra mim

- Vai ficar ai ou vamos torturar a vadia? - Mare abriu um sorriso diabólico

- Fizemos muito exercícios hoje pra buscar essa puta, meu corpo está doendo muito - falei pegando o remédio que estava no sofá e tomei com saliva

- Que nojo, Skylar - America fez cara de nojo

- Cagar, America - retruquei

- Estou com tédio - ela reclamou - SKYLAR - ela me olhou e eu assustei com o grito dela

- O que foi America? Para de gritar

- Quem é Aisha? - ela me olhou maldosa e sorrimos, levantamos correndo e fomos até Talyssa para descobrirmos

- Oi linda! Feliz em me ver? - cheguei perto dela dando uma bofetada na cara dela

- Veio me fazer perguntas? Ou veio analisar meu corpinho que seu namorado era fascinado - ela conseguia ser uma vadia mesmo quase morrendo

- Amor, meu namorado tinha sérios problemas de cabeça e voltou a realidade quando te deu um pé na bunda - dei um sorriso e vi seu ódio expandir

- Olha a Skylar é mais calma que eu, então vamos lá gata - America quebrou um pedaço de madeira e apontou pra barriga dela - Quem é Aisha? - Eu amava a maldade da Mare.

- Uma amiga - ela queria brincar então Mare apertou a madeira a fazendo gritar - Fugitiva do Justin - ela disse e Mare desafrouxou

- Fala rápido Talyssa - cheguei perto dela - Ou vou começar a tirar um dedos da sua mão pra brincar um pouquinho ou corto seu cabelo? - olhei para cima e peguei uma faca e cortei uma grande mecha e ela gritou para eu parar


- ENTÃO FALAM - America gritou

- Ela ficou com o Justin e descobriu o que ele fazia e denunciou, ela vasculhou muita coisa e ela era uma ameça, então eles a mataram, eu a achei e a ajudei e depois disso ela queria se vingar por que eles mataram a família dela, só sobrou um Governador que era tio - ela desembuchou

- Acha que é verdade? - olhei para a America

- Pode ser que sim - ela me olhou de volta

- O que você sabe sobre ela?

- Ela que valia mais viva que morta, pena que Chris a matou antes que ela abrisse a boca pra vocês - ela cuspiu as palavras

- O que era? - ela ficou calada - O QUE ELA QUERIA FALAR

- EU NÃO SEI PORRA, VOCÊS MATARAM ELA ANTES DELA FALAR - ela estava nervosa e eu suspirei

- Talyssa você está com fome? - America perguntou

- Muita, sua vaca - ela respondeu

- Então fica ai que vamos buscar comida pra gente e comer por você viu? Beijos - America começou a me puxar pra fora e eu sai rindo. Palhaça

Se passou  três horas e os jornais estavam falando sobre o roubo, mas nada dos garotos chegarem e aquilo estava me assustando

"Um roubo no banco central de Nova York hoje assusta moradores e todo o governo do país, a FBI já está em busca de informações  e alegam ter pistas dos autores desse crime. O crime foi muito bem feito, feito por profissionais que estudaram sobre esse assalto. A casa branca diz que a forças inteligentes já estão agindo e que os culpados serão apresentados em breve, a população está segura. Que Deus abençoe a America"


- Eles vão ter que sumir do mapa agora - America falou me olhando

- E vamos ter que sumir junto - falei me levantando

Ouvimos barulho de carros chegando e chegamos a janela para ver quem era, eram vários carros pretos, eu e America ficamos assustadas porque não parecia eles, pegamos nossas armas e apontamos para a porta

- ABAIXEM AS ARMAS - entraram uma dezena de homens armados, pareciam ser seguranças

- QUEM SÃO VOCÊS?

- Sua proteção - eles sem medo chegaram mais perto e seguraram eu e a America e foram nos arrastando para dentro de um dos carros do lado de fora e nos levaram para algum lugar.

Eu estava com medo, meu coração palpitava e cada rosto era irreconhecível.

- Chegamos, podem sair - um cara abriu a porta e saímos correndo e dei de cara com meu pai

- PAI? - perguntei cruzando os braços

- Casa do Pedro? - ele parecia irritado

- E você ia me deixar vir? Precisava disso tudo? - olhei para aqueles homens

- Você não me deu escolhas, participou de um assalto com aquele marginal, veio para Nova York sem avisar, você é louca? - ele gritou

- Ele não fez assalto nenhum, viemos para pegar a Talyssa, a garota que acabou comigo, já que seus homens n]ao chegaram nem perto do cheiro dela - rebati

- MENTIRA SUA - ele esbravejou - O BANCO DE NYC FOI ASSALTADO E O PAIS TODO ESTÁ ATRÁS DE VOCÊS

- Não fizemos nada

- E onde está o Bieber? - ele perguntou e eu peguei meu celular no bolso e disquei o numero dele

- AMOR? AMOR CADE VOCÊ - ele gritou preocupado, com certeza ele chegou em casa e não me achou, coloquei no viva voz

- Meu pai me pegou Justin, ele acha que foi você que assaltou o banco e ele está aqui - falei

- Que idiotice é essa? Viemos para pegar a Talyssa - olhei pro meu pai convencida

- Eu já disse isso a ele - falei e meu pai tomou meu telefone

- Olha aqui Bieber, você não vai meter minha filha nessas merdas suas

- Ela se meteu nisso quando o senhor deixou de agir como pai quando ela era menor, então se culpe - Justin rebateu tirando as palavras de meu pai

- Vou a levar pra casa

- Senhor, você não vai mover um centímetro com a Skylar. Eu respeito o senhor por ser pai dela, mas não vou deixar você a tirar de mim

- E o que você vai fazer? - meu pai deu uma risada

- Vai pagar pra ver? 

CONTINUA? 6 COMENTARIOS PARA CONTINUAR

Me perdoe pelos meses sem postar, mas aconteceu uma coisa na minha vida que FUDEO tudo, mas voltei, VOLTEI e a fic também voltou e está quase ao fim... tem mais uns 15 ou 20 capítulos, espero que gostem!! 

CONTINUA MARAVILHOSAS? 6 COMENTÁRIOS?!!!!!
LÁ VEM HISTÓRIA...
    Abri Ask.fm perguntem lá @mandspeixoto 

>>>>>>>>>>NINGUEM NÃO COMENTA MAIS DE UMA VEZ. <<<<<<<<<
GENTE VAMOS CHEGAR A 50 SEGUIDORES.
COMENTEM COMENTEM COMENTEM!

17 comentários

  1. Escritora, comecei ler sua historia, e terminei agora pouco e tenho algumas coisas pra lha dizer, adorei a história so que eu passei a não gostar tanto a partir do capitulo em que a Sky pegou o Justin com a menina na cama, não gostei da forma como ela se comportou depois, pq nenhuma mulher se submeteria ficar com um cara que mente que é agressivo que bate que grita que traí, mesmo ela so tendo 17 anos, pra uma pessoa que não é mais virgem a bom tempo, que vai a várias festas, que bebe que dança pros homens e so falta mostrar o últero pra eles algumas vezes e que tem uma personalidade forte, ela não agiria da forma que age, esse negoço de provocar ficar implicando, sendo debochada tendo atitudes infantis ninguém merece ! ELA TA PASSANDO VERGONHA!. Se ela se diz SE AMAR então pq fica perto de um cara que so faz mal ? A história ja tem quase 40 capitulos e ainda não vi nenhuma atitude realmente madura da parte dela, outra coisa ela age como se fosse inocente mas é tão culpada quanto ele, ela sabe como ele é e provoca e depois se faz de coitada quando ele mete a mão nela, não é justo so ele sair como o cupado. Foi rídiculo quando ela bjou o Chris na frente dele, não acho que ela faria isso ja que se diz não ser vadia... , Outra coisa que não entendo é a amiga apoiar essa palhaçada em vez de aconselhar a Sky a ficar bem longe do Justin não, ja até armou pros dois ficarem juntos quando ela e os meninos trancaram eles num quarto, que tipo de amiga é essa ?? Que deixa a outra ser agredida por macho e pouco se importa com as coisas que ele fala pra a humilhar na frente de todos, que eu saiba amigas jamais apoiariam uma coisa dessas. Outra coisa que ta chato é que pra onde a Sky vai o Justin ta, pra onde as meninas vão os meninos vão tbm, cara é muita coincidencia, ninguém merece vc querer sair com amigos e sempre dar de cara com os mesmos caras, a impressão que da é que a cidade é tão pequena que so de dobrar uma rua eles se encontram, sem contar nas festa que aparece pra eles irem a quase todo momento, essas meninas não estudam mais ? Não tem provas ou trabalhos pra fazerem? E o negoço da detenção de uma semana depois da aula da Sky??? E a implancia dela de não ter os pais por perto e agora que eles estão ela continua ficar mais na rua que dentro de casa se mentendo em encrenca por causa de macho ??

    ResponderExcluir
  2. Por favor continua eu estou desesperada vá por favor tava tão bom

    ResponderExcluir
  3. Continua please sério,eu comecei a ler a fanfnic este ano e estou a adorar sério és mesmo muito boa nisto por favor volta a fazer

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Continua, estou adorando queria saber o que acontece depois

    ResponderExcluir
  6. Continua,não aguento mais esperar ❤️❤️

    ResponderExcluir
  7. Larissa Costa27/08/2018 18:04

    moça, continua
    mas não faz a sky ficar com o justin sendo que ele é agressivo e abusivo, trai ela e pá

    ResponderExcluir